O uso de telefones móveis dentro das empresas torna-se mais comum a cada dia. Não estamos nos referindo ao acesso pessoal dos funcionários, mas sim a uma demanda das empresas que passaram a reconhecer nesse canal uma maneira de se aproximar do cliente, ser mais ágil e também de poder se comunicar por valores mais acessíveis com fornecedores e clientes que usam somente linhas móveis.

Por conta disso, é cada vez mais necessário dar atenção às regras e políticas de utilização de celular corporativo. Com tantos funcionários utilizando e com diferentes finalidades, é importante que a organização deixe claro sobre para quais fins os telefones móveis podem ser utilizados pelos colaboradores. Confira a nossa lista!

Saiba quais são as 3 Políticas de utilização de celular corporativo para esclarecer ao colaborador

Esclarecer é fundamental. Os gestores não podem esperar que algum colaborador tenha ou não alguma atitude se ele não for orientado para isso. Portanto, veja as políticas de utilização de celular corporativo abaixo e instrua os funcionários!

1. Usar somente para fins corporativos

O pacote de internet e telefone móvel foi contratado para fins corporativos, é claro, sejam eles relacionamento com clientes, fornecedores ou entre os próprios colaboradores. É importante deixar claro que ligações ou utilização de dados móveis para o uso pessoal vai fazer com que a empresa acabe gastando mais do que o necessário com demandas que não são delas. Por isso, essa prática deve ser alertada.

2. Zelar pelo bom funcionamento do aparelho

Como o aparelho é de propriedade da empresa, zelar pelo bom funcionamento dele também deve estar entre as políticas de utilização de celular corporativo, assim como seus acessórios adicionais (fone de ouvido, carregador, suporte, etc). O funcionário tem a responsabilidade de prezar pela segurança e funcionamento do equipamento e saber que não pode transferi-lo a ninguém.

3. Respeitar o expediente de trabalho

Essa é uma das políticas de utilização de celular corporativo de mais atenção, tanto para o colaborador quanto para a empresa. Ambos devem respeitar o início e final de expediente, assim como folgas e férias. Os funcionários não devem tratar de assuntos que dizem respeito ao trabalho depois que o expediente terminar. Os gestores, por sua vez, não podem buscar esclarecimentos com os colaboradores na mesma condição.

Agora que você já conhece as regras e políticas de utilização de celular corporativo, pode instruir melhor seus funcionários e, além disso, zelar para que todas sejam cumpridas, inclusive as de responsabilidade da empresa.

Fonte: https://www.btbtelecom.com/br/3-regras-e-politicas-de-utilizacao-de-celular-corporativo/